top of page

RANIERI

BRITO

Ranieri é natural da cidade de Cametá e atualmente reside na cidade de Belém no Pará, onde trabalha como médico cirurgião plástico.

É associado da União Bonsai Pará desde 2018 e já tendo sido aluno do bonsaísta e professor Wagner Guedes e mais recentemente na Escola de Bonsai Tropical Brasil. Aos 13 anos de idade conheceu a arte do bonsai pelo filme "Caratê Kid" começando a cultivar seus próprias 2 anos depois. cedo sua prática aos 13 anos de idade, vinde se aprimorando e desenvolvendo sua técnica ao longo dos anos. 

 

"Bonsai Representa arte, manifestação pura da natureza, equilíbrio, harmonia. Me trás paz, conforto, calma cura qualquer tipo de ansiedade. É um refúgio para a rotina atribulada."

8 - Ranieri Brito.jpg

primeiro trimestre
ABR-MAI-JUN/2023

1º examinado o material observamos muitos defeitos a seres disfarçados e eliminados: conicidade invertida, madeira morta na base, nebari deficiente em muitas partes, falta de uma linha de tronco, galhos primários finos.

2º escolhida a frente do projeto, baseado numa melhor proporção, disfarçando conicidade invertida, apostando num melhor movimento de tronco, melhor conicidade de nebari

3º eliminados excessos de galhos, galhos cruzando, saindo do mesmo ponto, galhos retos, galhos que não participarão do projeto.

4º esperado a planta de recuperar e em 25/05/23 - após a planta melhor “acordar” com novas brotações (indicativo de saúde radicular) feito transplante para vaso maior é realizado adubação orgânica.

SEGUNDO trimestre
JUL-AGO-SET/2023

Realizada adubação com adubo orgânico, mantido a frente da planta.

Realizado eliminação de galho que não compunham o projeto original. Além disso, aproveitamos um galho que nasceu mais em baixo a esquerda para ser nosso primeiro galho, e eliminamos o primeiro galho anterior, acreditamos que a planta, bem como sua linha de tronco ficaram mais valorizadas com essa pequena mudança.

TERCEIRO trimestre
OUT-NOV
-DEZ/2023

1º observamos que a linha de tronco encontra-se mais limpa e definida (foto 1 e 4), com ganho de calibre tanto no tronco principal como nos galhos primários. Seguimos deixando crescer livre para ganhar mais calibre de galhos primários e melhor proporcionalidade no projeto e fechamento de cicatrizes.

2º como estratégia de melhorar conicidade invertida aproveitamos 2 galhos que nasceram perto da base do pré bonsai para fazer “mergulhia”, desta forma a medida que estes forem ganhando o calibre a base irá alargando, ganhando naturalidade e disfarçando a conicidade invertida à esquerda da planta (foto extra 1 e 2)

3º para disfarçarmos a conicidade invertida da direita e das costas da planta usaremos enxertos de raízes previamente em preparação desde as primeiras podas.

4º além disso observamos como que os movimentos que a princípio eram muito dramáticos e pouco naturais (propositadamente), com o ganho de calibre vão ficando mais harmônicos e como que a planta faz uma reverência ao observador (foto 2 e 3)

5º ápice ainda sendo definido, neste momento cuidamos para que não haja desproporção de galho onde os de baixo precisam ser mais grossos que os de cima.

6º planta bem estabelecida saudável, sem pragas, porém necessita de mais espaço para crescimento, por isso, estamos preparando para transplante agora em janeiro para bacia bem maior e reforço da adubação. Ainda nesse 4º trimestre iniciaremos os enxertos, 5º e 6º trimestres deixaremos para ramificações.

bottom of page