MARCIA RIBEIRO

PRIMEIRO TRIMESTRE

   Estilização, transplante e inclinação em 22/03/20 (foto EXTRA1), sem mexer no torrão visto a coleta ter sido feita havia apenas dois meses. Adubação com figos secos moídos (Sinistro), basacote e, recentemente, com ossos de frango triturados. Rega periódica com Superthrive e controle de pragas com calda sulfocálcica. Luz do Sol por pelo menos seis horas.

 

   As brotações da esquerda, no momento, não fazem parte do projeto, mas serão mantidas até que a planta recupere o vigor; o que começou a acontecer só nas duas últimas semanas. O nebari é bonito e se inicia mais ou menos dois centímetros abaixo do substrato.

 

   Planejo trabalhar o jin com a Dremel para adquirir mais leveza e movimento e criar copa pequena para valorizá-lo.

MARCIARIBEIRO_2TRIMESTRE_2020_FOTO01.jpg

FOTO 1

MARCIARIBEIRO_2TRIMESTRE_2020_FOTO02.jpg

FOTO 2

MARCIARIBEIRO_2TRIMESTRE_2020_FOTO03.jpg

FOTO 3

MARCIARIBEIRO_2TRIMESTRE_2020_FOTO04.jpg

FOTO 4

EXTRA1.jpg

FOTO EXTRA 1

segundo TRIMESTRE

A planta ainda não mostra sinais de rebrotação depois do transplante em 06/09/2020, mas também não mostra sinais de que não irá responder em breve. Aprendi recentemente o poder da babosa para evitar a retração da extremidade do galho na poda, tão comum no Piteco. Se soubesse disso lá no início não teria perdido galhos que estão fazendo muita falta. Decidi mudar o projeto inicial em função do belo nebari, melhor visualizado durante o transplante.  Antes bastante inclinada para a direita,  agora está mais ereta, levemente inclinada para a esquerda.

 

O vaso feito por mim, apesar de pequeno, tem o fundo perfurado e de acordo com o desenvolvimento da planta pode ser usado como mamadeira. Quando as raízes começarem a sair pelos furos há as opções de transplantar com nova poda de raízes se o desenvolvimento estiver satisfatório, ou de simplesmente apoiar este mesmo vaso sobre outro vaso maior para que funcione como mamadeira. A decoração com pedrinhas coloridas, de gosto duvidoso, é adesiva e talvez seja removida se este vier a ser o vaso definitivo.  Considero importantíssima a beleza do viveiro e os tradicionais escorredores de bacias de plástico em nada contribuem para isto.

 

O substrato foi preparado com caqueira, pedrisco e figos secos triturados (sinistro). O basacote foi aproveitado de outro vaso que caiu. Não era necessário, mas combinou com a decoração do vaso.

 

A foto extra 1 mostra o desenho que fiz como projeto, com a planta ao lado para comparação. A foto extra 2 mostra somente o desenho. Prefiro fazer o projeto se adaptar à planta e alterá-lo de acordo com o desenvolvimento. Neste caso, na minha concepção, ficaria bonito ter o ápice 3cm abaixo do cume do Jin e patamares mais baixos à direita. Irei trabalhar as brotações neste sentido. Tendo sucesso farei novo desenho.

 

A escultura no Jin ficará para o final. Pretendo fazer um projeto separado para o Jin para não me perder durante a execução. Até lá irei adquirindo mais experiência no uso da Dremel trabalhando outras plantas.

MARCIARIBEIRO_2TRIMESTRE_2020_FOTO01.jpg

FOTO 1

MARCIARIBEIRO_2TRIMESTRE_2020_FOTO04.jpg

FOTO 4

MARCIARIBEIRO_2TRIMESTRE_2020_FOTO02.jpg

FOTO 2

MARCIARIBEIRO_2TRIMESTRE_2020_FOTO03.jpg

FOTO 3

MARCIARIBEIRO_2TRIMESTRE_2020_FOTOEXTRA2
MARCIARIBEIRO_2TRIMESTRE_2020_FOTOEXTRA1

FOTO EXTRA 1

FOTO EXTRA 2

terceiro TRIMESTRE

O 3º trimestre foi dedicado à recuperação da planta. Muita luz do Sol e muito monitoramento das regas e adubação. Está em pedestal isolado aproveitando bastante as últimas chuvas. Apresenta ótima saúde e brotações intensas.

 

A atividade deste trimestre foi apenas o refinamento do Jin com a Dremel. Utilizei o maçarico para posicionar as ramificações. O foco foi no sentido de deixá-lo mais leve, como já havia relatado no 1º trimestre, além, claro, de eliminar todas as marcas deixadas pelas ferramentas. A FOTO EXTRA 1 mostra o antes e depois.

 

Os porta adubos não foram retirados para a sessão de fotos, com exceção do que estava na frente, porque o novelinho de raízes já começou a se formar dentro deles.

 

A FOTO EXTRA 2 mostra o novo projeto já mais próximo do objetivo relatado no 2º trimestre, no que se refere à altura do ápice. Ficará para a próxima etapa tentar formar o patamar baixo.

MARCIARIBEIRO_3TRIMESTRE_2020_FOTO01.jpg

FOTO 1

MARCIARIBEIRO_3TRIMESTRE_2020_FOTO02.jpg

FOTO 2

MARCIARIBEIRO_3TRIMESTRE_2020_FOTO03.jpg

FOTO 3

MARCIARIBEIRO_3TRIMESTRE_2020_FOTO04.jpg
FOTO_EXTRA_1[1].jpg
FOTO_EXTRA_2[1].jpg

FOTO 4

FOTO EXTRA 1

FOTO EXTRA 2

quarto TRIMESTRE

A planta foi aramada ontem por isso ainda não houve tempo para as folhas se posicionarem de acordo com a luz do Sol.

 

Os porta adubos e parte do substrato foram removidos para exposição do nebari. O substrato está coberto com uma camada de sinistro (figos secos moídos). Embora pareça compactado, está bem drenante. Este adubo não compacta o solo, ao contrário do que acontece com a torta de mamona. Esta camada será renovada sempre que necessário até o transplante para o vaso definitivo.

 

A planta está saudável e com constantes brotações de folhas, galhos e raízes. Vem recebendo regas regulares com Superthrive e borrifos de adubo foliar.

Iniciada a formação do patamar baixo, conforme previsto nos e-mails anteriores.

 

A foto extra mostra mostra o nebari já exposto.

FOTO 1

FOTO 2

FOTO 3

FOTO 4

FOTO EXTRA 1

quinto TRIMESTRE

As principais alterações foram:

 

1) Redução da altura do ápice para que fique abaixo do ponto mais alto do gim, mas ainda pretendo que fique um pouco mais baixo.

 

2) Redução do galho que formaria o patamar mais baixo. Passou a integrar a copa porque a origem do galho não é adequada. Este patamar ficará para os próximos anos, já que não será possível formá-lo até setembro.

 

3) Arredondamento da copa. Condução no estilo naturalista.

 

4) Há 3 semanas 20mm do perímetro do substrato foi substituído por Sinistro puro (figos secos moídos). A resposta da planta a este adubo é bem rápida e a manterá saudável e se desenvolvendo bem até o transplante para o vaso definitivo; que pretendo fazer já no início de julho.

 

5) Também há 3 semanas foi feita poda de redução para acelerar a ramificação. A intenção é conseguir uma copa densa até o final do concurso.

 

6) A decoração foi feita apenas para embelezar as fotos desta

FOTO 1

FOTO 2

FOTO 3

FOTO 4

FOTO EXTRA 1

FOTO EXTRA 2

sexto TRIMESTRE

A principal alteração foi a retirada do galho que competia em altura e direção com o Jin. Para mantê-lo sem que as brotações ultrapassassem a altura máxima do Jin, a planta teria que voltar a ser inclinada para a direita; projeto abandonado definitivamente no primeiro transplante quando foi possível avaliar e posicionar a planta de acordo com o melhor que o nebari tinha a oferecer. 

 

Foi transplantada para o vaso definitivo no início de agosto. O substrato é composto por caqueira e figos secos triturados, nada mais. 

 

Embora fique lindo nas coníferas, não acho que madeira morta clara demais combine com a folhagem também clara dos pitecos; por isso criei uma textura semelhante a do tronco das jabuticabeiras. O pigmento foi bem absorvido pela madeira já seca. As partes claras, que têm a cor natural, foram re-expostas com a Dremel. Os trechos pretos, decorrentes da queima com o maçarico para permitir a curvatura dos galhos, contribuíram para criar outras nuances. Detalhe na FOTO EXTRA 1.

 

Os sulcos e linhas já existentes no tronco foram acentuados com a Dremel no mesmo dia do último transplante. O envelhecimento deve ficar satisfatório quando acabarem de cicatrizar. Os sulcos nas raízes foram feitos há mais tempo (o resultado pode ser visto na FOTO EXTRA 1). Por precaução, aguardei a cicatrização destes antes de fazer no tronco.

 

A FOTO EXTRA 2, que mostra a planta em outro cenário, acabou por ser a mais nítida, a melhor para ampliação.

 

O concurso contribuiu muito para o meu aprendizado.  Pude observar a evolução das plantas dos outros participantes que, embora originalmente fossem muito parecidas com a minha, seguiram caminhos totalmente diferentes. Por estar inscrita no concurso, a planta foi diariamente observada, cada brotação foi muito comemorada e cada galho seco imensamente lamentado. Voltei a desenhar, coisa que não fazia há anos. Foi uma delícia voltar para casa toda feliz com o vasinho bem embrulhadinho e uma vitória não ter cedido à vontade de transplantar logo.

 

Agradeço aos organizadores, juízes, demais participantes e à família e amigos que também receberam as fotos e acompanharam os resultados desde o início.

MARCIARIBEIRO_6TRIMESTRE_2021_FOTO01.jpg.jpg
MARCIARIBEIRO_6TRIMESTRE_2021_FOTO02.jpg.jpg
MARCIARIBEIRO_6TRIMESTRE_2021_FOTO03.jpg.jpg

FOTO 1

FOTO 2

FOTO 3

MARCIARIBEIRO_6TRIMESTRE_2021_FOTO04.jpg.jpg
MARCIARIBEIRO_6TRIMESTRE_2021_FOTOEXTRA1.jpg.jpg
MARCIARIBEIRO_6TRIMESTRE_2021_FOTOEXTRA2.jpg.jpg

FOTO 4

FOTO EXTRA 1

FOTO EXTRA 2