LIDIA SOBRAL

PRIMEIRO TRIMESTRE

1) Rega em média 2 x semana, confesso que teve semana que só reguei 1 x.

2) Ambientação da planta na minha varanda/casa.

3) Transplante para bacia maior e troca de substrato, protegendo as poucas raízes que tinha, infelizente (talvez tenha faltado mais rega, mas as condições na ocasião não permitiram regas mais regulares - não foi opção/escolha foi o que deu para fazer).

           

   No substrato utilizei areia expandida (não sei o tamanho - material obtido na compra coletiva do grupo união bonsai) como base de tudo, cascalho (não sei o número - material obtido na compra coletiva do grupo união bonsai) próximo às raízes como segunda camada e floreira enriquecida com carvão triturado e CAC. Procedimento realizado somente no dia 07/06. Apostei em aguardar a ambientação da planta para realizar qualquer intervenção.

4) Adubação com Tae gold.

6) Retirada de alguns galhos da frente da planta, ressalto que só foram retirados os que mais me incomodavam para facilitar a visualização da frente que escolhi.

FOTO 1

FOTO 1

FOTO 2

FOTO 2

FOTO 3

FOTO 3

FOTO 4

FOTO 4

segundo TRIMESTRE

Ações do Segundo Trimestre (jul-set 2020)

 

1) Rega em média 3 x semana.

2) Apenas realizei seleção de galhos. A planta sofreu com o transplante, perdi alguns galhos importantes do projeto inicial, as novas brotações surgiram somente nos últimos 15 dias, ainda amadurecendo qual será a melhor saída para o novo projeto após a perda dos galhos.

image1.jpeg

FOTO 1

FOTO 1

image3.jpeg

FOTO 3

FOTO 3

image2.jpeg

FOTO 2

FOTO 2

image4.jpeg

FOTO 4

FOTO 4

terceiro TRIMESTRE

1) Rega em média 3 x semana;

2) Realizado nova seleção de galhos, outros galhos foram perdidos, mas a planta dá sinais de recuperação como um todo com novas brotações;

3) Aramação e esboço do projeto desejado, alguns galhos provavelmente serão retirados e torcendo para que outros permaneçam vivos para melhor definição da planta;

4) Adubação trocada para osmocote e adição de CAC e floreira perdidos com a rega e efeito intenso dos ventos no último trimestre;

5) Preocupação com o intenso calor de dezembro- fevereiro, programando uma forma de aumentar a frequência das regas.

FOTO 1

FOTO 3

FOTO 2

FOTO 4